terça-feira, 19 de novembro de 2019

Disney+ tem milhares de contas hackeadas logo após lançamento

Milhares de assinantes do Disney+ tiveram suas contas invadidas, vendidas e até oferecidas de graça em fóruns de hackers. A ação foi notada por vários usuários, após terem o login bloqueado no serviço de streaming. Algumas dessas vítimas inclusive usaram as redes sociais para reclamar sobre a ação criminosa. “O Disney+ foi lançado há apenas 10 horas e minha conta já foi hackeada”, disse uma pessoa no Twitter.


“Não passou sequer metade de uma semana (desde o lançamento) e a conta do Disney+ do meu pai já foi invadida”, disse outro usuário.

Not even been half of a week and my dad’s Disney+ account has ALREADY been hacked.

Great security there @disneyplus @Disney. Unbelievable.

18 people are talking about this

Com isso, o site ZDNet resolveu fazer uma investigação sobre o caso e apontou que os invasores podem ter usado malwares e/ou combinações de email e senha vazadas em outras plataformas para realizar o delito.

Ainda segundo o veículo, logo os hackers começaram a vender essas informações na web — especialmente em países nos quais o serviço não está disponível —, por valores que variavam entre US$ 3 e US$ 11. Nesse último caso, algumas ofertas ultrapassaram o preço de assinatura original, de US$ 7.
Oferta de conta roubada do Disney + por US$ 3. (Fonte: ZDNet/Reprodução)

O ZDNet também localizou postagens com compartilhamento gratuito de vários logins do Disney+. Então, a equipe do site entrou em contato via emails listados; alguns usuários confirmaram ser donos das contas e relataram que elas ainda podiam ser acessadas normalmente.
Login ao serviço foi compartilhado de graça em fóruns online. (Fonte: ZDNet/Reprodução)

Disney não comentou o caso

Até o final da investigação, a Disney não se posicionou quanto à segurança nem quais medidas seriam tomadas com relação ao roubo de dados de seus assinantes. Diante disso, nota-se que há uma falha quanto ao suporte de autenticação multifatorial, o qual permitiria confirmar rapidamente a veracidade de uma conta via email ou SMS.

Já no caso dos usuários, recomenda-se a criação de uma senha diferente daquela utilizada no email. Isso não combate malwares, evidentemente, mas reduz as chances de seu uso em outras plataformas.

Outros problemas

O Disney + chegou aos Estados Unidos, Canadá e Holanda na última terça-feira (12). Em apenas 24 horas, acumulou mais de 10 milhões de assinaturas, mesmo lançado somente nesses países. Além do vazamento de dados, o início de suas operações foi marcado por instabilidades técnicas, de forma que algumas pessoas não conseguiam acessar alguns conteúdos da plataforma. Mais tarde, a situação foi corrigida pela companhia.

A previsão é que o serviço de streaming seja lançado em outros países a partir do início de 2020, e no Brasil isso deve ocorrer somente em novembro do próximo ano.

WhatsApp baniu 400 mil contas no Brasil durante eleições de 2018

O WhatsApp enviou um documento oficial para o senador Angelo Coronel, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito Mista (CPMI) das Fake News, em andamento atualmente. A empresa recebeu uma solicitação dos políticos para enviar informações a respeito das atividades do aplicativo no Brasil durante o período eleitoral de 2018.

Segundo a empresa, foram banidas 400 mil contas no Brasil entre 15 de agosto e 28 de outubro de 2018 — datas que marcaram início da campanha de rua e final do segundo turno, respectivamente. Os motivos variam, mas todos envolvem violação aos Termos de Serviço e práticas como "suspeita de uso de robôs, disparo em massa de mensagens e disseminação de fake news e discurso de ódio".

O documento foi enviado na semana passada, mas somente ontem (18) foi anexada no sistema da CPMI. Você pode ler a carta na íntegra clicando aqui (procure pelo DOC 021).

A lista

Além disso, o WhatsApp encaminhou informações de algumas contas banidas, incluindo o número de telefone dos usuários, mas esse documento está restrito ao uso pelos políticos participantes e pelos tribunais eleitorais.

O problema? Esses dados estão bastante incompletos, já que a empresa até precisa armazenar dados criptografados de acesso em respeito ao Marco Civil da Internet e entregá-los em caso de solicitação judicial. Entretanto, como já se passaram mais de seis meses da data, os registros já foram apagados — exceto por alguns dados que foram solicitados por tribunais eleitorais após as eleições.

O mensageiro se defende

No documento, o WhatsApp garante que "tem capacidade avançada de detecção de abuso" por meio de machine learning e adicionou recursos que limitavam o compartilhamento de notícias falsas, como o limite de encaminhamento de mensagens e a possibilidade de recusar adições em grupo — algo só adicionado recentemente.

Além disso, a empresa afirma que não pratica censura, já que se baseia em comportamentos suspeitos, independente do lado. "Como o WhatsApp é uma plataforma criptografada, nossas decisões contra atividades automatizadas e de envio de mensagens em massa são baseadas no comportamento das contas ao invés do conteúdo de mensagens", diz o documento.

Call of Duty: Mobile recebe modo Zombies na sexta (22)

Aqueles que aguardavam ansiosamente o lançamento do modo Zombies para Call of Duty: Mobile já podem anotar na agenda: essa opção de jogo estará disponível para o público a partir da próxima sexta-feira (22).

A informação em questão foi revelada em uma mensagem divulgada no Twitter. A rede social também foi a responsável por trazer uma foto mostrando o que parece ser o primeiro mapa do jogo, com direito a uma ambientação noturna e uma espécie de celeiro mais ao fundo da imagem (possivelmente teremos confrontos contra os comedores de cérebro em uma fazenda).


Para aqueles que acessam o jogo constantemente, nesta terça-feira (19) começou um pequeno evento de login diário referente a esta opção de jogatina contra zumbis, que vai oferecer uma arma temática como recompensa para quem acessar o game por sete dias consecutivos, além de outros brindes.

Vale mencionar que o modo Zombies já estava disponível em Call of Duty: Mobile em sua versão Beta, mas por algum motivo o time de programação decidiu adiar a estreia dessa modalidade.

Fonte: Twitter

Amazon renova série de O Senhor dos Anéis para 2ª temporada

A primeira temporada da série de TV baseada em O Senhor Dos Anéis ainda está em pré-produção, mas o segundo ano do programa já está confirmado. A informação foi revelada por Jennifer Salke, chefe da Amazon Studios, para o site norte-americano Deadline.

Com estreia prevista apenas para 2021, a notícia é uma grata surpresa. No momento, a produção inspirada na obra do britânico J.R.R. Tolkien ainda está nos estágios iniciais e poucos nomes estão confirmados no projeto.

Os produtores J.D. Payne e Patrick McKay vão atuar como showrunners e liderar o time de roteiristas, enquanto o diretor J.A. Bayona deve comandar os primeiros episódios da série. O elenco ainda está sendo formado e por enquanto conta apenas com os atores Will Poulter, Markella Kavenagh e Joseph Mawle.
A história da série deve acontecer anos antes dos eventos do livro e do filme A Sociedade do Anel. (Fonte: IMDb/Divulgação)

A renovação antecipada da série O Senhor dos Anéis significa que vai haver um intervalo menor entre as temporadas. Por outro lado, a produção vai ter uma pausa de cinco meses após a gravação dos primeiros episódios.

O período será utilizado para que os produtores analisem melhor o material, enquanto os roteiristas trabalham no script da segunda temporada. Desta forma, é possível que parte das filmagens do segundo ano aconteçam simultaneamente com a temporada de estreia.
Atração deve retratar a criação dos anéis dos poderes e a ascensão de Sauron. (Fonte: IMDb/Divulgação)

Sobre a história da série O Senhor dos Anéis

Poucos detalhes foram revelados sobre o enredo da atração do Amazon Prime Video. Apenas que a história é situada na Terra Média, assim como as obras de J.R.R. Tolkien, e ocorre anos antes dos acontecimentos de O Senhor dos Anéis.

Rumores apontam que a série vai retratar a "Segunda Era". Dentro da mitologia do escritor, o período representa a época em que os anéis dos poderes foram forjados e houve a ascensão do vilão Sauron ao utilizar o Um Anel.

CNH digital vai ter avisos de multas, recalls e renovação

A nova versão da Carteira Digital de Trânsito (CDT) foi apresentada nesta segunda-feira (18), sem São Paulo, durante a abertura do Salão Duas Rodas. O novo app traz mudanças significativas para os motoristas. Entre as novidades, está a possibilidade de emitir notificações sobre recall para os proprietários de determinado veículo diretamente pelo celular.

Recall, vencimento e infrações

A notificação de recall é o recurso mais importante da nova CDT. Atualmente, o Denatran possui aproximadamente 10 milhões de recalls registrados, dentre os quais apenas 43%, em média, são atendidos pelos donos de veículos.

O recurso integrado à CDT vai avisar aos proprietários de veículos sobre o defeito, o risco do não reparo e também vai fornecer informações de como agendar o atendimento com a empresa responsável, facilitando encontrar a concessionária mais próxima para a realização do serviço, que é gratuito e garantido por lei.

Dessa forma, é esperado que um número muito maior de motoristas comece a atender às convocações de recall, uma vez que a notificação por meio do celular é rápida e eficaz, além de tornar todo o processo de atendimento mais simples.
Fonte: Jus Brasil/Reprodução

Além da notificação de recall, a nova CDT avisa sobre o vencimento da validade da CNH com 30 dias de antecedência, evitando que motoristas sejam "pegos de surpresa" pela necessidade de renovação. Ela ainda permite consultar as infrações de trânsito com bastante velocidade.

CDT como plataforma de serviços

O secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello da Costa, disse que a ideia é transformar a CDT em uma plataforma de serviços que vai aproximar o Governo Federal do cidadão. No momento, a nova CDT permite que condutores obtenham informações sobre infrações, mas, segundo Jerry Dias, diretor do Denatran, há a previsão de que a CDT passe a ter integração com o aplicativo Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), o que vai permitir que os motoristas efetuem o pagamento de multas com até 40% de desconto. Essa integração entre os apps deverá ser implantada a partir de 2020.

Fonte: Serpro

Ford apresenta o primeiro Mustang elétrico: o Mach-E

A Ford anunciou um novo modelo de carro elétrico em Los Angeles, nos Estados Unidos e movimentou todo o mundo automobilístico pelo fato de ser o primeiro Mustang elétrico. Chamado de Mustang Mach-E, ele será 100% elétrico e pretende abrir um novo caminho para empresa no seu investimento em mais modelos elétricos.

O novo SUV da Ford traz o nome do icônico veículo da empresa, trazendo em seu design linhas que lembram o modelo esportivo.
Fonte: Ford/Divulgação

O sistema dele é controlado através de uma tela de 15,5 polegadas, que exibe diversas funções do veículo e é integrado a aplicativos como Waze, Apple Car Play, Alexa, entre outros. O sistema ainda traz controladores de temperatura, toas com pontos de recarga, GPS nativo e modos de condução.

Algo interessante é o uso de inteligência artificial no Mach-E, que vai encontrando meios de aprender a rotina do motorista, criando rotas otimizadas para seus destinos favoritos, contatos mais acessados, facilitando ligações.

Diferentes versões do Mach-E

A Ford lançará cinco versões do Mach-E. As mais avançadas, que serão chamadas de Mach-E GT e GT Performance Edition, trazem um design mais arrojado, com rodas maiores. O primeiro terá um desempenho com aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundo, enquanto o GT Performance Edition consegue isso em menos de 3 segundos.

Versões mais simples serão chamados de Mach-E Select, California Route 1 e Premium, com desempenho mais modesto.

O Ford Mustang Mach-E terá uma autonomia de apróximadamente 480 km quando equipado com a bateria de maior capacidade, que pode ser comprada separadamente, e tração traseira. Caso queira rodar com tração integral, a bateria é capaz de proporcionar autonomia de 430 km com uma recarga.
Fonte: Ford/Divulgação

Os valores das versões do Mustang Mach-E ficarão entre US$ 43.895 até US$ 60.500. Ainda não existe previsão para chegada de qualquer um dos modelos do Mustang elétrico no Brasil.

Fonte: Ford

Samsung Galaxy S11 pode ter tela gigante; data de lançamento já especulada

Ainda não temos muitas informações confirmadas a respeito do Galaxy S11. Enquanto isso, vamos falar sobre alguns dos rumores que foram coletados até agora. O S11 deve ser anunciado em três versões, sendo o Galaxy S11, o Galaxy S11 Plus e o Galaxy S11e. Essa seria a mesma estratégia adotada pela Samsung, na época do lançamento do S10, no início de 2019.

Todas as variantes

A respeito das três variantes que falamos anteriormente, é esperado que o S11 Plus tenha somente uma versão 5G, quanto que os Galaxy S11 e S11e tenham versões 4G e 5G. Só aí, já contamos cinco variantes no total, sendo que ainda teremos as derivações de mesmo hardware, porém com diferentes configurações de RAM e armazenamento.

Tamanho da tela
Fonte: YouTube/Danny Winget/Reprodução

Todos os anos, uma das mudanças mais certas entre os aparelhos da Samsung fica por conta do crescimento da tela. Com relação a essa característica, os rumores indicam que teremos Galaxys S11 bem grandes no ano que vem.

Veja quão grandes serão as telas dos S11 em relação aos S10:
Essas informações sobre os tamanhos das telas foram publicadas no Weibo pelo site Ice Universe. Se a fonte estiver correta, o celular terá uma tela quase do tamanho da tela do primeiro Galaxy Tab, lançado em 2010.

Botões físicos

Ao que tudo indica, os Galaxy não terão mais botões dedicados para a Bixby, assim como podemos decretar que a entrada para fones de ouvido “morreu” para sempre.

Sendo assim, os aparelhos poderão apresentar somente o botão de ligar/desligar e o botão de volume.

Preço

O Slashgear projetou os possíveis preços das versões do S11 Plus. De acordo com o site, os valores para as versões de 128 GB, 512 GB e 1 TB serão, respectivamente, US$ 999, US$ 1.249 e US$ 1.599.

Lançamento e disponibilidade

É esperado que os novos Galaxy S11 sejam apresentados no dia 24 de fevereiro de 2020, com a pré-venda se iniciando na mesma data e indo até o dia 5 de março. A chegada definitiva às lojas estaria prevista para o dia 6 de março.